Calendário de Eventos

Sexta-feira, 04 de agosto de 2017

10 am às 8 pm - Abertura da Bike Expo Conservatória e entrega dos kits de corrida que o tornam elegível a participar do GFNY Brasil.

Sábado, 05 de agosto 2017

10 am às 8 pm - Abertura da Bike Expo Conservatória e entrega dos kits de corrida que o tornam elegível a participar do GFNY Brasil.

Domingo, 06 de agosto 2017

5 am - Abertura dos currais no local de largada.

6:15 am - Fechamento dos currais no local de largada.

7 am - Largada do GFNY Brasil.

12 pm - Início da Pasta Party.

3 pm - Cerimônia de Premiação.

5 pm - Encerramento do Evento.


Endereços:

Largada e Chegada: Rua das Flores (RJ-137), em frente a Maria Fumaça, Conservatória.

Bike Expo: Rua Monsenhor Paschoal Librelotto - Escola Municipal Maria Medianeira, Conservatória.

Pasta Party: Praça da Igreja Matriz - Conservatória.

 

Conservatória

Conservatória, no Rio de Janeiro, é uma das cidades que compõe a histórica região do Vale do Café. Em 2017, ela receberá o GFNY Brasil, uma das maiores e mais importantes provas de ciclismo amador no mundo.

A cidade foi escolhida por oferecer as melhores condições para a prática deste esporte, tendo a segurança de suas estradas, importância fundamental, além da beleza deslumbrante de suas serras.

Localizado no Vale do Paraíba Sul Fluminense, o Vale do Café é a denominação turística da região, que tinha no grão a sua principal fonte de renda no século XIX. Naquela época, a região produzia 75% do café consumido no mundo, garantindo ao Brasil a liderança mundial na produção e exportação do produto. Os municípios de Vassouras, Valença, Rio das Flores, Barra do Piraí, Piraí, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Paty do Alferes, Miguel Pereira, Paraíba do Sul e alguns distritos como Ipiabas e Conservatória, que pertencem a Barra do Piraí e Valença, respectivamente, se destacam por ainda preservarem o casario antigo, igrejas, estradas e fazendas que pertenceram aos famosos barões do café, um importante capítulo da história do Brasil Imperial.

O Vale do Café, com seu potencial turístico voltado para a história e a cultura, encanta um número cada vez maior de visitantes, com a possibilidade de uma viagem ao passado. Entretanto, todo o Vale do Paraíba ficou marcado, durante muitos anos, como uma região falida, remanescente de uma sociedade escravocrata e que promoveu a derrubada maciça da Mata Atlântica para o plantio do café. Porém, essa mesma sociedade, no século XIX, projetou o Brasil no cenário mundial como o maior produtor e exportador do grão no mundo.

O ciclo do café, apesar de menos comentado que o do ouro, foi bastante representativo, e trouxe para o Brasil um grande desenvolvimento econômico. O dinheiro da comercialização do produto possibilitou investimento em infraestrutura, como por exemplo, a construção de ferrovias e a instalação de iluminação pública, sem contar as fazendas históricas construídas pelos nobres da região, verdadeiros “Palácios Rurais”. À medida que as famílias cafeeiras ganhavam dinheiro com o café, importavam o luxo que a Europa, principalmente a França, tinha a vender na época. Esse legado histórico e econômico, a despeito de qualquer posição política, merece todo o nosso respeito e, sobretudo, o orgulho de nós, brasileiros.

Hoje, a região também aposta fortemente no esporte, especialmente no ciclismo, recebendo todos os anos as mais importantes competições, como a Copa Rio de Janeiro e o Tour do Rio.

Sobre a cidade:

O nome Conservatória tem origem em Portugal e se refere a um tipo de cartório de registro de populações. A princípio, era chamada “Conservatória dos Índios”, o lugar onde os portugueses, que iniciaram a colonização, cadastravam os índios Araris, originários da região.

A entrada principal da cidade é marcada pelo famoso Túnel que Chora, construído, no século XIX, por mãos escravas para dar passagem à linha férrea. O túnel recebeu esse nome por possuir em seu interior uma fonte que corre água pura, chamada Fonte da Saudade.

O casario, erguido na mesma época em estilo colonial, foi tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal e oferece um colorido especial ao lugar.

O simpático distrito de Valença é conhecido como “A Cidade das Serestas”, mas também é famoso por suas serenatas. A definição de Seresta fala em “a música da paixão”. Fazer uma Seresta é reunir músicos para cantar esse tipo de repertório. Já o termo Serenata é aplicado quando a reunião de cantoria é realizada ao ar livre, sob o sereno. Na fachada da maioria das casas há uma placa que traz o nome e autoria de uma música de seresta, escolhida pelo próprio morador. Nas noites de serenatas os cantores saem pelas ruas, param diante das fachadas e tocam as músicas das placas.

Algumas fazendas históricas, da época do apogeu do café na região, estão bem próximas e tornam Conservatória um destino ainda mais interessante para se visitar, já que reúne diversas atrações históricas e culturais, além de belezas naturais incríveis.

Atrações turísticas:

Cine Centímetro – Réplica do famoso Cine Metro Tijuca, que funcionou entre 1941 e 1976, na Praça Saens Peña, no Rio de Janeiro, e abrigava até 1800 pessoas. O Centímetro, em um clima de aconchego, comporta apenas 60 espectadores. Uma ótima oportunidade para lembrar da época dos cinemas de rua. A visitação inclui exibição em película de antigos clipes e trailers da MGM.

Localização: Centro de Conservatória

Casa da Cultura – Construído no século XIX, o casarão já pertenceu às famílias do Barão Francisco Leite Ribeiro e do padre João Pedro Seabra. A casa sempre oferece exposições temporárias e permanentes. Além disso, possui um pequeno acervo de rádios e toca-discos, como um gramofone de 1910 e uma rádio-vitrola da década de 1940.

No local, há cerca de cinquenta obras do artista plástico Luis Figueiredo, que passou parte da infância na cidade. A coleção foi restaurada pela Fundação Portinari em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura. Vários museus de arte naïf (produzida por artistas sem formação acadêmica) da Europa também possuem obras de sua autoria.

Uma curiosidade: o chafariz, da praça de baixo de Conservatória, pertencia ao apartamento de Luis Figueiredo, em Copacabana.

Um acervo do Museu da Seresta, com fotos, músicas e notícias também é mantido pela Casa da Cultura. As famosas serenatas partem de lá, nas noites de sextas e sábados.

Localização: Rua Monsenhor Paschoal Librelotto, 307

Igreja de Santo Antônio – Antes de ser erguida no local, havia uma capela, datada de 1803, toda em pau a pique e coberta de sapê. A robusta construção de paredes largas, com cerca de 1,6m de espessura, foi inaugurada em 1868.

Todos os anos, no mês de julho, a comunidade realiza a Festa de Santo Antônio.

Localização: Praça Getúlio Vargas, Centro

Serra da Beleza – O nome oficial é Serra da Taquara, mas ao apreciar o lugar, entende-se o apelido. Em uma das curvas da estrada Conservatória-Santa Isabel, há um ponto estratégico para melhor se observar uma das paisagens mais belas da região.

Locomotiva 206 – Fabricada na Filadelphia, nos Estados Unidos, e trazida para o Brasil na primeira década do século XX, a locomotiva, que remete aos tempos em que Conservatória possuía linha férrea, é parada obrigatória para fotos de recordação.

Túnel que Chora – O nome se deve a uma fonte de água pura, conhecida como Fonte da Saudade. Com 95m de extensão, 5m de largura, 3,5m de altura e calçamento em pé-de-moleque, encontra-se em estado de rocha bruta, no qual é possível verificar o trabalho de escavação feita pelos escravos.

Ponte dos Arcos – Construída para ligar duas ferrovias, com 100m de extensão e 12m de altura, foi inaugurada em 1884, na presença de Dom Pedro II.

Cachoeira da Índia – Sobre a pequena queda d'água do Balneário Municipal João Raposo, há uma escultura muito parecida com a figura de uma índia. Daí vem o apelido carinhoso. A obra, toda trabalhada em bronze, com aproximadamente cem quilos, foi criada pela artista Vilma Noel e doada a Conservatória pelo artista plástico Luis Figueiredo.

Conheça mais sobre a região: www.portalvaledocafe.com.br

Schedule of Events

Friday, August 4th 2017

10 AM - 8 PM – Opening of Bike Expo in Conservatória and mandatory race packet pickup, making you eligible to the GFNY Brazil.

Saturday, August 5th 2017

10 AM - 8 PM – Opening of Bike Expo in Conservatória and mandatory race packet pickup, making you eligible to the GFNY Brazil.

Sunday, August 6th 2017

5 AM – Opening of the corrals at the start area.

6:15 AM – Closing of the corrals at the start area.

7 AM – Start of the GFNY Brazil.

12 PM – Beginning of the Pasta Party.

3 PM – Award Ceremony.

5 PM – End of Event.


Directions:

Start and Finish: Rua das Flores (RJ-137), in front of the Maria Fumaça (the Old Locomotive), in Conservatória.

Bike Expo: Rua Monsenhor Paschoal Librelotto – Municipal School Maria Medianeira, in Conservatória.

Pasta Party: Praça da Igreja Matriz (Main Church Square) – Conservatória.

 

Conservatória

The small town of Conservatória is located in the state of Rio de Janeiro, and is part of the Coffee Plantation historic region. In 2017, the town is welcoming GFNY Brazil, one of the largest and most important amateur bike races in the world.

The city was chosen for its great cycling conditions, as well as for the safety of its roads, not to mention the beautiful mountain range in the region.

Located in the Paraiba River Valley, in the south of the state of Rio de Janeiro, the Coffee Plantation Valley (Vale do Café, in Portuguese) is a popular tourist destination. Coffee was the main commodity produced in the region during the XIX century. Actually the region produced an amazing 75% of all the coffee consumed worldwide, which made Brazil the number one producer and exporter of coffee beans at the time. The valley has many counties, such as Vassouras, Valença, Rio das Flores, Barra do Piraí, Piraí, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Paty do Alferes, Miguel Pereira, Paraíba do Sul, as well as districts such as Ipiabas and Conservatória, which are part of the Barra do Piraí and Valença municipalities, all famous for having beautifully preserved farm houses, townhouses, churches, stone-paved roads, and mansions belonging to the so called Coffee Lords (Barões do Café, in Portuguese), who wrote an important chapter in the Brazilian Empire history.

The Coffee Plantation Valley, with all its tourism and cultural highpoints, attract and delight a growing number of visitors, inviting us all to take a trip back in history. For many years, however, the region was bankrupt, due to an economy based on slave labor, and also to massive deforestation of the rain forest, to open land for coffee cultures. Still, Brazil became the largest coffee producer and exporter worldwide.

The Brazilian coffee cycle is less known then the gold cycle, but was quite important for Brazilian development. The proceeds from exportation allowed for infrastructural investments, such as railroads and public lighting, and also the construction of the historical farmhouses, which were true rural palaces, housing noblemen and their families. As the families grew in wealth, they imported all the riches that Europe could give, especially from France. Regardless of any political or social stance, this historic legacy should be respected and preserved.

Nowadays the region’s economy is strongly based on tourism and sports, especially cycling, welcoming every year both the Rio Cup and the Tour de Rio.

About the Town:

The name “Conservatória” has its origins in Portugal, and refers to a type of notary office, used to track and register populations. Originally it was called “ “Conservatória dos Índios” (Native’s Notary Office), where the colonizing Portuguese would go to register natives of the Araris nation.

The town’s main entrance is known for the “Crying Tunnel” (Túnel que Chora, in Portuguese), built during the XIX century by slaves, for the railroad. It is so called because of source of the purest water in its interior, called the Fountain of Yearning (Fonte da Saudade, in Portuguese).

Houses here where built around the same time, in Colonial style, and are listed by the Municipal Historic Heritage foundation, which just adds to the charm of the town.

This friendly town is known as “The City of Serestas”. Seresta is the music of love, similar to a serenade, but with different definitions. To do a “seresta” means to bring people together to sing this kind of repertoire. As for the serenade, the meeting and singing happen outdoors, under the stars. On the façade of most houses you will find a plate with the name of a ‘seresta’, chosen by the owner him or herself. During serenade nights, musicians will walk around the town and sing the ‘serestas’ designated by the plates.

Some of the historical plantations, from the heydays of the coffee cycle are close to Conservatória, making this town an ideal destination for tourists, combining history, culture, music and amazing nature.

Tourist attractions:

Centimeter Movie Theater (Cine Centímetro) – The name is a play of words with a famous movie theater in Rio, the Metro Cinema, because metro also means ‘meter’ in Portuguese, therefore the ironically named theater. It is a replica of its more famous cousin, which had 1800 seats, and was operational from 1941 to 1976. The Centimeter Movie Theater is cozier, and has 60 seats. It’s a great opportunity to remember the good old days of street projection. The visit includes a viewing of old MGM clips and trailers.

Directions: Center of Conservatória

Cultural Center (Casa da Cultura) – Built in the XIX century, the house belonged to the family of Baron Francisco Leite Ribeiro, and to Father João Pedro Seabra. There are always temporary exhibits and a permanent collection. It also holds a small collection of radios and gramophones, one dating from 1910, and a 1940 radio-turntable collector’s item.

At the Cultural Center visitors will find some 50 works of art by a native artist, Luis Figueiredo, who spent most of his childhood in Conservatória. The Portinari Foundation, in a partnership with the State Culture Secretary, restored the collection. Many naïf art museums in Europe also hold this artist’s work.

Interesting fact: the fountain you’ll find in the town’s ‘lower square’ used to belong to the artist and was kept in his apartment in the neighborhood of Copacabana, in Rio.

You can also find archives from the Seresta Museum at the Cultural Center, with pictures, lyrics, and news clips. The famous serenades start here, every Friday and Saturday nights.

Direction: Rua Monsenhor Paschoal Librelotto, 307

Church of Santo Antônio (Igreja de Santo Antonio) – The area where this church was built used to be a small chapel, dating from 1803, and made using a typical building technique called “pau a pique”, and a thatched roof. The robust construction, with 1.6-meter thick walls was opened in 1868.

TEvery July, the city celebrates the church’s patron saint, Saint Antonio.

Direction: Getúlio Vargas Square, Center

Beautiful Mountain Range (Serra da Beleza) – The official name of the mountain range is Serra da Taquara, but once you see it, you’ll understand the nickname. Among the many curves of the winding road between Conservatória and Santa Isabel, you’ll find a perfect spot with one of the best views of the region.

Locomotive 206 – Built in Philadelphia, USA, and brought to Brazil during the first decade of the XIX century, this locomotive takes us back to when Conservatória was serviced by a railroad. It’s certainly a great photo opportunity.

The Crying Tunnel (Túnel que Chora) – It is so called because of source of the purest water in its interior, called the Fountain of Yearning (Fonte da Saudade, in Portuguese). It’s 95 meters long, 5 meters wide, 3.5 meters high, and paved with the famous Brazilian cobblestone (pé-de-moleque). Its walls are made of solid rock, and one can see the excavation marks, made by slaves.

Arched Bridge (Ponte dos Arcos) – Opened in 1884, this bridge connected two railroads. One hundred meters large and 12 meters high, the Emperor himself, Dom Pedro the Second, was present during the inauguration.

Indian Girl Waterfall (Cachoeira da Índia) – Hovering over the small waterfall of the Joao Raposo Municipal Waterhole, you’ll find a sculpture a young native girl. Hence the heartfelt nickname. The piece is made of bronze, and weighs approximately one hundred kilos. It is the work of Vilma Noel and was donated to the city by the artist Luis Figueiredo.

Know more about the region: www.portalvaledocafe.com.br